16 de dezembro de 2011

PÁTRIA LUGAR DE EXÍLIO [fragmento] DANIEL FILIPE

E no entanto é doce dizer pátria
sonhar a terra livre e insubmissa
inteiramente nossa
Sonhá-la como se pedra a pedra a construíssemos 
Como se nada houvesse antes de nós
e desde as fundações a erguêssemos completa
pura alegre acolhedora virgem
de medos mortos insepultos

Sem comentários: