22 de outubro de 2011

PROCURA-SE

4 comentários:

Carlos II disse...

Otília, o que se está a passar é para evitar maiores indignidades no futuro.
Por outro lado não me lembro da história da democracia em Portugal que algum político tivesse cumprido qualquer promessa eleitoral. Nem mesmo as promessas em Congressos partidários de putativos candidatos a primeiro ministro.
Valeu!

Beij.

Otília Gradim disse...

Carlos, eu não partilho dessa tua opinião. O que eles estão a fazer é a destruir o país de forma premeditada. Bjos

Carlos II disse...

A partir do momento que o país entrou num contexto europeu, perdeu parte da sua soberania agravada pelos sucessivos erros dos governos dos últimos anos. E o que é absurdo é continuar a fazer-se política cá na paróquia, como nada tivesse acontecido e nada e ninguém se importe com as mudanças que se operam no mundo. Dá ideia que contnuamos alegremente na segunda metade do século passado em plena luta de classes.
É por isso que digo que não faz sentido a questão de direita vs esquerda.
O Mundo está a mudar. Os paradigmas políticos da revolução industrial acabou, está aí um mundo de economia global e altamente tecnologico.
Há quem escreva e pense que no futuro, os parlamentos nacionais e os respectivos partidos políticos terão os dias contados.

Tenho que ir a Matosinhos realizar uma conferência sobre este tema.

Otília Gradim disse...

Carlos,

serás muito bem vindo a Matosinhos mas para comer um peixinho.

Já agora e enquanto não apareces vê este vídeo

http://www.youtube.com/watch?v=GYHMC_itckg&feature=share

bjinhos