11 de março de 2011

GRANDES IDEIAS

 "Atribuir prémios e condecorações a investidores externos" 
Porreiro, pá! Aumenta-se a produção de faixas e galardões.
"Reduzir o número e deputados para cerca de 150 a 180" 
Há que promover um parlamento bi-partidário. Porreiro. pá!! precisas é de rever a Constituição ou então não ficas-te pelos 180 deputados.
"Melhorar a remuneração dos governantes"
Tem que ser!!.. ou então não há prendas de Natal para a família .
"Dividir os hospitais por especialidades" 
Adivinha-se um aumento dos hospitais especializados em cirurgia estética!... a traumatologia fica no centro do país para ficar equidistante.
" Tomar medidas VIOLENTAS para acabar com a exagerada proximidade entre a justiça e os media" 
Quão violentas?.. será com o uso das tropas de elite?
"Conceder benefícios fiscais a grandes fortunas que queiram fixar-se em Portugal" 
Será que ele não sabe que o capital não paga impostos?... 
 

4 comentários:

a.leitão disse...

Otília,
Parece-me um post à Socrates.
1º porque trata-se de ideias gerais de potugas com responsabilidades na sociedade;
2º porque ainda não chegou à idade (penso) de ter de aguentar os filhos com 25, 30 anos e mais em casa a viver à sua custa.
Cumprimentos

Carlos II disse...

Conforme escrevi no meu mais recente livro "Estudo Detalhado do universo e sua conservação e limpeza, sem receber represálias", o sistema está bloqueado pelos partidos do centrão que são muito iguais. As clientelas é que são diferentes.

E essas grandes ideias não passam de boletins da Primavera.

Beij.

Otília Gradim disse...

Leitão,

Não é um post à Sócrates pois ele não é um apreciador do humor... ou se é não parece.

A verdade é que como ideias gerais são demasiado fracas e nada trazem de novo... é preciso muito mais do que estas ideias para resolver os problemas do país.

Engana-se ou eu enganei-o quanto à idade para ter filhos de 25 a 30 anos... se tivesse tido um filho no primeiro ano de casada teria 31 anos.

A única coisa que eu tentei retratar usando o humor [mesmo que negro]é que Pedro Passos Coelho com estas ideias não trará nada de novo nem trará nada de positivo.

Saudações

Otília Gradim disse...

Carlos,

Concordo que é no funcionamento dos partidos e na demissão da sociedade civil que estás o bloqueio do sistema democrático.

Temo que a demagogia do discurso anti políticos e anti justiça possa por em causa o Estado de Direito Democrático e abra as portas a uma ditadura.

Não sou uma revolucionária mas antes uma reformista... só que não se fazem reformas quando o poder de impedir a mudança está nas mãos da corporações.

Beijos