25 de agosto de 2010

MENSAGEM


SE VÃO FALAR MAL DE MIM, CHAMEM-ME!... 
SEI COISAS HORRÍVEIS A MEU RESPEITO!!!
.

19 de agosto de 2010

CHAPELADAS E CHAPELEIROS



Todos os códigos estabelecem prazos e alguns até dizem como se faz a contagem desses prazos. Todas as Leis dizem a partir de quando entram em vigor. Nos estatutos dos partidos políticos também podem ser estabelecidos prazos para que se adquira o direito de votar e ser eleito. É o caso do Partido Socialista que estabelece um prazo de seis meses após ser admitido como militante. Assim quem entra para o PS deve conhecer os seus estatutos e saberá que só poderá votar e ser eleito, para qualquer órgão do PS, após ter decorrido um prazo de seis meses sobre a data da sua admissão, data essa que aparece sempre no seu cartão de militante.
.
Neste momento, dois candidatos disputam a Federação Distrital do Porto: Renato Sampaio, que termina o mandato anterior, e o José Carneiro que é presidente da CMB.
.
Numa disputa eleitoral é normal que os candidatos façam a sua campanha e que expliquem ao que vêm. Até aqui nada de novo. É o procedimento usual em qualquer partido democrático. O que já não é aceitável, é o recurso a este tipo de estratégia que está a ser usada, pela qual se procura por em causa a honorabilidade dos candidatos. Esta estratégia, que já é velha, está a ser usada e é fratricida. Não percebi se o responsável por esta estratégia a que assistimos é o José Carneiro ou se são alguns dos seus apoiantes que, por oportunismo, despeito, ou para parecer que existem politicamente, a ela recorrem, mesmo que façam figuras ridículas e exponham a sua falta de formação… mas é preciso que se mostrem mais papistas que o papa para agradar ao seu candidato, na procura de garantir, para o futuro, uma melhor posição nas listas ou no grupo de influencia. Só assim se entende este e este post’s.
.
Há alguma razão que fundamente estes post’s?... Não! Na verdade quem sabe o que se passa facilmente percebe que os post’s só vêm expor e desacreditar o seu autor. O autor foi candidato à coordenação da secção de Leça do Balio contra um outro militante apoiado pela actual federação e perdeu… em vez de perceber que em democracia é tão natural perder como ganhar eleições… ficou ressabiado! 
.
Os estatutos foram respeitados e há um determinado número de militantes que ainda não têm direito a voto nestas eleições internas. Só que quem sabe como funciona o caciquismo e o arrebanhamento de votos facilmente percebe que alguém tentou esta “chapelada”, como o autor lhe chama, mas falhou. Assim, ficaram os mais informados a saber que foram inscritos militantes para votarem de acordo com o pretendido pelos seus proponentes… mas que a “chapelada” falhou. 
.
Mais valia estarem calados e não continuarem a conspurcar e a fragilizar a candidatura do José Carneiro com estes processos que servem os seus interesses pessoais de protagonismo mas não dignificam o candidato.
.

15 de agosto de 2010

UM BLOGUE EXCELENTE

MOÇAMBICANTO É UM BLOGUE A NÃO PERDER PARA QUEM GOSTA DE POESIA MOÇAMBICANA.