28 de novembro de 2009


5 comentários:

carlos cunha disse...

excelente decisão.

Otília Gradim Reisinho disse...

Carlos,

Esta exposição não a vou perder ;) o Luís Pacheco era um excelente escritor e um amigo.

um abraço
.

JOSÉ MODESTO disse...

Natal é quando a gente quiser.
Assim, pede-se á CMM que disponibilize aos mais necessitados o Cabaz do Natal.
Neste período, em que o desemprego afecta milhares de famílias, a CMM dá o
exemplo fornecendo aos mais carenciados um Cabaz do Natal.

Nada que não se possa fazer, basta ter vontade, os Matosinhenses agradecem.

Saudações Marítimas
José Modesto

Otília Gradim Reisinho disse...

José,

Essa ideia já está estafada!

Todos os anos as juntas de freguesia (porque estão mais perto das pessoas e portanto fazem uma politica de proximidade mais eficaz) fazem recolha e distribuição de alimentos.

Matosinhos já está a tratar disso!

um abraço

Não abuses da sorte ;)) e neste blogue comenta os posts e não o que escreves para publicar em todos.
.

JOSÉ MODESTO disse...

Cara Otilia.
Agradeço que tenha publicado o meu post.
Utilizo a blogosfera como meio profiláctico para que todos nós tenhamos consciencia das dificuldades que muitas familias estão a passar.
Por outro lado fico contente que as nossas juntas de freguesia participem activamente na recolha de bens alimentares.
Muitas das vezes participei em acções de voluntariado (Banco Alimentar etc.etc.)dando desta forma uma pouco do meu tempo em favor dos que mais precisam.

Há tempo para tudo e por vezes um gesto faz a diferença.

Sei que quando coloco um texto ou faço um repto na blogosfera ao utilizar o seu blogue estamos todos a contribuir para o melhor e não para o pior de Matosinhos.

Saudações Marítimas
José Modesto