12 de agosto de 2009

A POLITICA DE MANUELA FERREIRA LEITE E A VERDADE


PSD: Listas são «golpes terríveis na democracia»

Um professor catedrático e pró-reitor da Universidade do Minho escreveu uma carta aberta à líder do PSD afirmando que as listas para as legislativas são «golpes terríveis na democracia» e mostram que a renovação prometida no partido foi um «embuste».



Luís Filipe Lobo-Fernandes, que em carta aberta à líder do partido intitulada «O grau zero da política» anuncia a sua desfiliação do PSD, lamenta que Ferreira Leite tenha «imposto» a inclusão nas listas de Helena Lopes da Costa e António Preto, «presentemente arguidos em processos judiciais».
«Ora isto são golpes terríveis na democracia. Alguma 'esperança' que V.Exa aparentava protagonizar morreu na primeira curva. Afigura-se-me, ademais, que se perdeu todo o pudor e todo o respeito pelos cidadãos. Como militante do PSD(...)só posso concluir que a renovação de que a Senhora Drª Manuela Ferreira Leite fala assume foros de embuste», afirma este professor de ciência política.
.

4 comentários:

Anónimo disse...

Cara Otília,

Concordo perfeitamente que foi um golpe à democracia e ao funcionamento das instituições partidárias.
Faz lembrar, e porque se trata de um blog sobre Matosinhos, o que se passa ao nível local entre a manifestação da vontade do PS da Senhora da Hora querer apresentar como candidato o Sr. Alexandre Lopes (actual presidente da junta de freguesia eleito pelo PS em 2005), e sofrer um duro golpe de reprovação por parte da concelhia do PS e dos seguidores de Guilherme Pinto...

Gostaria de saber a sua opinão sobre esta situação.

Cmps,
Indy

Zé Povinho disse...

A política atingiu o seu mais baixo nível, reduzindo-se hoje a meros negócios e agência de empregos para amigos.
Ainda ando de férias, só penso voltar a sério em Setembro.
Abraço do Zé Machangano

otília gradim disse...

Caro anónimo Indy,

Tem a certeza que quer que responda ?

Cumprimentos

otília gradim disse...

José Povinho ;))

Lamentavelmente é verdade!

Umas boas férias.

Cumprimentos