6 de maio de 2009

CANTICO NEGRO DE JOSÉ REGIO

.





2 comentários:

Cavaleiro Errante disse...

Otília
Após ter visitado a casa de José Maria dos Reis Pereira, em Portalegre, onde viveu grande parte da sua vida, mais precisamente de 1928 a 1967, senti uma forte empatia com o espírito de um homem simples, franco, sóbrio, austero, de vontade indomável e grande valor literário e humano.
A casa onde José Régio viveu ainda guarda a sua alma. Sente-se!
José Régio foi um misto de fé e de revolta e conseguiu integrar em si esses dois pólos.
Conheceu Deus e o Diabo.
Renegou este para se revoltar contra Aquele, sem nunca deixar de O amar.
"A aparente rudeza esconde a docilidade da alma."
Yoannus Trifolium

Otília Gradim disse...

Errante ;))
Gosto muito da obra de José Régio.
Saudações