9 de janeiro de 2009

UMA EXCELENTE E LOUVÁVEL INICIATIVA DE ANTÓNIO PARADA


. A Junta de freguesia de Matosinhos anunciou hoje que vai manter as suas portas abertas durante 24 horas, por tempo indeterminado, para acolher os sem-abrigo durante a vaga de frio que se faz sentir em Portugal.
"Apelamos à população para que informe os sem-abrigo que encontrem na rua para a possibilidade de pernoitarem na Junta de Matosinhos", disse à Lusa o presidente daquela autarquia, António Parada.
Além de um colchão e cobertores, as pessoas que habitualmente dormem na rua receberão também uma refeição quente e sandes.
Vários restaurantes da cidade de Matosinhos já se disponibilizaram para colaborar com a junta, que tem uma capacidade para acolher até 12 pessoas.
António Parada pretende aproveitar a oportunidade para identificar os sem-abrigo que existem na freguesia.
"Apesar de não ser uma competência da junta, queremos conhecer esta realidade para podermos ajudar estas pessoas, encaminhando-as para as entidades competentes", disse.
Apesar da iniciativa ter sido decidida apenas quinta-feira à tarde, a junta já abrigou na última noite três sem-abrigo.
.

6 comentários:

Anónimo disse...

É de louvar sim senhor.Se todas as
Juntas fizessem o mesmo,minimizavam
um pouco as grandes necessidades destas pessoas,a quem a vida não lhes sorriu. CARLOS MAGALHÃES

Chá de Tília disse...

É certo que esta medida não resolve o problema dos sem abrigo em Matosinhos mas minimiza o seu sofrimento no imediato e ao fazer a sua sinalização e encaminhamento para as entidades competentes dá a oportunidade de um acompanhamento correcto num futuro próximo.

Chá de Tília disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

Mas António Parada é mesmo assim: próximo da sua população.Pode ser política, de certo que também é, mas não deixa de ser de uma solidariedade enorme. Todas as terras precisam de homens assim. Matosinhos precisa de António Parada.
Joana

JOSÉ MODESTO disse...

Iniciativas deste género são sempre de Louvar.
O Poder local ao alcançe dos Cidadãos.

JOSÉ MODESTO disse...

Permita-me fazer-lhe uma pergunta:
Porque não escreve mais...A opinião das pessoas é e será sempre importante.
Será que quando escrevemos corrigimos alguns actos que se podem evitar?
Escreva as suas opiniões são importantes.