28 de janeiro de 2007

ELAS SOMOS NÓS

O Direito ao Aborto como Reivindicação Democratica e Cidadã
ANDREA PENICHE
.
"A exposição pública, vexatória e desumana em que os julgamentos lançaram estas mulheres foram sentidas, por grande parte da população, como uma violencia colectiva. Estes julgamentos provocaram o sentimento de que elas somos nós e creio que esse factor terá contribuído decisivamente para uma alteraçao na forma de pensar ajustiça ou injustiça da lei que regula o aborto." pag 47



20 de janeiro de 2007

NA ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DA SENHORA DA HORA VALE TUDO... OU QUASE TUDO

A Assembleia de Freguesia da Senhora da Hora funciona umas vezes ao lado e outras vezes de contra a lei!... Na minha opinião, tal facto resulta da falta de preparação do seu presidente, que para além de desconhecer as regras legais e democráticas faz questão de pavonear a sua ignorância!

Vamos lá dar um exemplo da sua ignorância:
Em todas as ordens de trabalhos que acompanham a convocatória para as reuniões da Assembleia tem por habito incluir o período de antes da ordem do dia... como se a própria semântica não desse para concluir que está errado!!... Transcrevo o que diz (o único) livrinho que o Sr. leu … mas... não leu todo, senão teria lido no capítulo III – PARTICIPAR EM REUNIÕES, ponto 4 – PERÍODO ANTES DA ORDEM DO DIA, 3º paragrafo (pag. 82) o seguinte: “O período antes da ordem de trabalhos destina-se a abordar os mais variados assuntos, que não constam da convocatória”.
Porem o Sr. não compreende (situação que é comum), apesar de que lhe bastaria ler, no mesmo capítulo e ponto, onde se fala sobre moções, no 5 parágrafo, o seguinte: “Encerrado o período antes da ordem do dia, entra-se no período da ordem de trabalhos”.


Aproveito para cumprimentar o sr Firmino pelo seu péssimo desempenho como presidente da Assembleia de Freguesia da Sr da Hora.
.

BASTA DE PERSEGUIR AS MULHERES!!!!



e

OS NÚMEROS QUE INCOMODAM
A estatística oficial do Ministério da Justiça é incompleta, porque só apresenta dados sobre alguns distritos (se os casos forem, por ano, menos de 3, então passam a ficar ocultados pelo segredo estatístico). Assim, só é possível saber que, desde o referendo anterior e somente em seis distritos (Lisboa, Porto, Coimbra, Santarém, Faro, Aveiro e Viseu) houve 223 pessoas que foram investigadas por crime de aborto. Dessas, 37 mulheres foram julgadas e 17 foram condenadas - das quais somente nove viram a sua pena ser substituída por multa ou pena suspensa.

16 de janeiro de 2007

FREGUESIA DE MATOSINHOS PROMOVE DEBATE

...O salão nobre da Junta de Freguesia de Matosinhos foi pequeno para todos aqueles que quiseram assistir ao debate sobre o aborto. Durante o encontro, Andreia Peniche defendeu que a decisão da mulher abortar deve ser tomada pelos elementos do casal.

Pode ler-se aqui ;))




























MODERNO?...

12 de janeiro de 2007

É PELO SIM! E... É PELO NÃO! TEM DIAS!!...

Narciso Miranda aparece a declarar apoio ao Movimento Responsabilidade e Cidadania Pelo SIM à Interrupção Voluntária da Gravidez (Jornal de Matosinhos - 12 Janeiro 07)


No dia 5 de Janeiro de 2007, das 19 às 20 horas, no programa da rádio de Matosinhos "olhos nos olhos" na sua 44 edição, com Narciso Miranda responde:

Sou contra o aborto.

ler aqui ;))