1 de setembro de 2007

EM PRIMEIRA MÃO?...NOTÍCIA MAIS ESTAFADA NÃO HÁ!



O Jornal de Matosinhos teve a coragem de publicar na primeira página aquilo que se ouve a amiúde nas conversas de café, Narciso Miranda quer, custe o que custar, voltar a ser presidente da câmara de Matosinhos.
Narciso Miranda, segundo os comentadores de café, está disponível para ser apoiado pelo PSD e pelo CDS.
O PSD, que nunca apresentou um candidato capaz de conquistar a câmara e que não parece ter nas suas fileiras pessoas capazes e disponíveis para tal empreitada, pode ver nesta a única oportunidade que tem de vir a partilhar o poder autárquico.
A estratégia seria então a de o PSD e/ou o CDS não apresentarem candidato próprio, dando indicação de voto aos seus militantes para votarem no ex presidente do município.
A minha opinião é que Narciso fará qualquer coisa para voltar ao poder, não porque tenha um projecto inovador, mas porque precisa desse poder como narcisista que é.

31 de agosto de 2007

A HIERARQUIA DA IGREJA CATÓLICA DEVE-SE ORGULHAR MAS OS DEFENSORES DOS DIREITOS HUMANOS ENVERGONHAM-SE!!!



O aborto terapeutico foi negado a 26 de Outubro de 2006, dez dias antes das eleições lesgislativas, a pedido das igreja católica e evangélica, assim como de outros movimentos anti-aborto do país.
MENINA DE 10 ANOS, GRÁVIDA, EM PERIGO DE VIDA - legislação proíbe aborto (Nicarágua)
"Evita" ficou grávida aos 9 anos em resultado de abusos alegadamente cometidos pelo primo Alejandro Torres, de 22 anos, em El Tortuero, uma recondita comunidade numa das zonas mais pobres da Nicaragua.
A menina, agora com 10 anos, está a 12 semanas de dar à luz, segundo os médicos que a acompanham.
As autoridades da Nicaragua reconhecem que a sua gravidez é de "alto risco" e que não está preparada para dar à luz, embora tenham advertido que não podem interromper o processo de gestação.
.
A Anistia Internacional confirmou numa reunião de seu conselho internacional, no México, sua política a favor de que as autoridades facilitem o acesso da mulher ao aborto em caso de estupro, incesto ou quando a gravidez represente um risco grave para a sua saúde.

15 de julho de 2007

BASTONÁRIO DA ORDEM DOS MÉDICOS APONTA FALHAS NA LEGISLAÇÃO

.
O bastonário da Ordem dos Médicos não percebe como é que a nova lei do aborto não acautelou algumas situações. Em causa está o facto de a legislação não impedir que os médicos que se declararam objectores de consciência no Serviço Nacional de Saúde possam realizar abortos no sector privado.

Não percebe?... que estranho!!!



7 de julho de 2007

HOSPITAL PEDRO HISPANO EM MATOSINHOS

No Hospital Pedro Hispano todos os médicos especialistas em ginecologia-obstetrícia são objectores de consciência e recusam-se, por isso, a fazer abortos até às dez semanas de gestação por vontade da grávida.

SERÁ QUE FORA DOS HOSPITAIS PÚBLICOS SÃO OBJECTORES DE 


29 de junho de 2007

MULHERES (IN)VISIVEIS

Mas, se são poucas as certezas, há, no que em particular diz respeito às agressões de que são vítimas as mulheres,uma hipótese que vale a pena sinalizar, ao menos como sugestão para pesquisa futura. É certo que essa hipótese é puramente regional, e que só se aplica na verdade ao Ocidente. Parece-nos contudo que ela é suficientemente relevante para dever ser assinalada no início deste relatório sobre a violencia exercida em Portugal contra as mulheres. A hipótese é a seguinte:
Até finais dos anos 60, a violência contra as mulheres era uma violência institucionalizada (na família, no Estado, na medicina, e na sua ética, na religião, etc. ). Na sua educação e na sua conduta, na sua sexualidade e em geral no seu corpo, no usufruto dos bens que lhe pertenciam e na sua liberdade de movimentos, na sua profissão, na expressão da sua espiritualidade, em todos os aspectos da sua vida, a mulher estava dependente de sucessivas autoridades, vivia sob o signo da mais absoluta e absurda transcendência. Nada verdadeiramente lhe pertencia. Da tutela dos pais passava para a tutela do marido. E esses dois poderes, por sua vez, eram apoiados e potenciados pela prática médica, pela jurisprudência, pelo confessionário e pela influencia das igrejas, pelos valores comummente partilhados pela sociedade.
Ora de tudo isto decorria que a violência exercida contra as mulheres era, por assim dizer, uma violência tranquila.
(pag. 20)

UMA HISTÓRIA DAS MULHERES


O uso do véu era corrente no mundo mediterrâneo antigo. Mas sem obrigação religiosa. É verdade que se cobre a cabeça em numerosos ritos sacrificiais greco-romanos; mas é uma prática dos dois sexos. Nem o «Antigo Testamento» nem os Evangelhos apontam exigências neste aspectos.
O apóstolo Paula inova. Na «Primeira Epístola aos Coríntioa» (11, 5-10), escreve que nas assembleias, os homens devem descobrir-se, e as mulheres, cobrir-se. «E toda a mulher que reza ou profetiza, com a cabeça descoberta, desonra a própria cabeça, porque é como se estivesse rapada. Se uma mulher não se cobrir, corte também os cabelos. E se é vergonha para a mulher ter os cabelos rapados, então que se cubra.» E porque a mulher foi criada para o homem, «a mulher deve trazer sobre a sua cabeça um sinal de sujeição, por causa dos anjos.»

As mulheres devem calar-se nas assembleias.

Velar-se se profetizam. Velar-se em sinal de dependência: «A mulher fica portanto obrigada a usar na cabeça um sinal de autoridade.»

(pag 58)

28 de junho de 2007

ENTÃO PORQUE ACEITOU ANTES?...


MATOSINHOS TAMBÉM TEM UM JOE... É O JOE NARCISO!

Este Joe não tem uma colecção de arte (será que não?...) mas é um grande artista!... Então a contar anedotas...

“Tem de acabar o labéu constante ao Poder Local, mas este também não deve dar motivos para que se fale. Tudo tem de ser transparente e deve-se saber gastar o dinheiro que é do povo. Quando regressar à actividade política serei intransigente, não aceitando financiamentos para qualquer actividade. Isso para mim vai ser uma questão central”.A pergunta – “Está surpreendido quando afirmo “quando eu regressar?” Repito o que disse: quando eu regressar. É que eu saí de presidente da Câmara não por vontade do povo, mas por vontade de algumas pessoas do meu partido. E eu irei corrigir essa posição partidária”.

25 de abril de 2007

ONDE ESTÃO OS PASSEIOS DA AVENIDA JOAQUIM NEVES DOS SANTOS?...

















A CÂMARA MUNICIPAL DE MATOSINHOS DEMITE-SE DA SUA FUNÇÃO DE REGULAR O USO DO ESPAÇO PÚBLICO!

Na Rua Brito Capelo, o apoio aos pequenos comerciantes, que é fundamental e urgente, não pode ser feito com recurso a um hipotético “embelezamento” das ruas, num uso inadequado do espaço público, especialmente quando este “embelezamento” se transforma em obstáculos que dificultam a circulação na via pública aos cidadãos com deficiência.




22 de abril de 2007

MATOSINHOS FLORIU EM ABRIL

A JUNTA DE FREGUESIA DE MATOSINHOS LEVOU A EFEITO NO DIA 20 DE ABRIL UMA HOMENAGEM A VASCO LOURENÇO QUE CULMINOU COM A COLOCAÇÃO DE CRAVOS NAS PRINCIPAIS ROTUNDAS, CRAVOS ESSES FEITOS POR CRIANÇAS NAS ESCOLAS DA FREGUESIA